terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Alívio

Psiu! Psiu! Psiu!
Ela olha para trás e um homem desconhecido e a andar rapidamente em direção a ela.
Ela corre, corre!
-Moça, Moça, espera um pouco!
Ela continua a correr e sente medo.
O homem dispara a correr ainda mais rápido e naturalmente a alcança com facilidade.
Para na frente dela e pergunta: - por que corres de mim?
Ela com a respiração ofegante, tenta se justificar:
-Não corri do senhor não, corro, pelo fato de estar atrasada!
-Menina, deixa de mentira. Tens medo de mim?
Ela olhou para os lados e não viu ninguém. Sentia sim, um medo dele. Um medo inexplicável.
Mas, não respondeu nem que sim, nem que não.
-Olha menina chamei você e não me deu atenção. Se fosse outro desistiria de te devolver isso:
Entrega a ela a carteira.
- Caiu da bolsa quando desceu do ônibus.
Ela agradece e muito e segue aliviada.
Ele também segue aliviado!

2 comentários:

Katia Mota disse...

Gostei muito do texto, curto, direto conciso.... muito bom...!!!

Marinês disse...

Kátia que bom que gostou!
Para nós que escrevemos isso é gratificante...
bju