segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Adoeci

Adoeci esta manhã e por um instante o dia tornou-se sufocante para mim.
A cama convidativa em tantas outras manhãs, hoje por obrigar-me a ficar deitada, parece-me um tanto quanto petulante demais.
Adoeci e não sei ao certo o que tenho, sinto dores, uma infinita dor. Tenho certeza das coisas que não tenho: hoje não tenho vontade de me levantar, não sinto vontade de abrir a boca e falar, trabalhar nem pensar, tenho vontade de um nada "tamanho", tenho saudade dos dias em que saudavelmente faço tudo. Adoeci e ninguém entende a minha dor, adoeci e nem sei se fui o autor. Autor de tamanha debilidade, de tamanha fraqueza, tamanha ...tamanha...tamanha...dor!
Dor...só sei que adoeci porque dói. Dói o corpo, a mente, a alma. Hoje é uma segunda-feira e eu estou começando a semana adoentada. Ai como é triste adoecer, de repente tudo fica cinza demais!