sábado, 19 de novembro de 2011



Não tinha casa ! Faltava um tanto! Mas, tinha poesia eminente 24 h do dia.O sonhar com a casa lhe conferia: fantasias, imaginações, hipóteses, frustrações, logo, reproduzidos: crônicas, contos! Cronicaram comigo e contaram-me recentemente que agora ela tem casa, mas, falta-lhe algo. Também poetizaram que o problema mesmo é que essa tal da casa consumiu-lhe tanto que já nem encanto para escrever teria.E quem diria?Sonho às vezes traz a poesia. A realização do sonho às vezes leva a embora.Encontrei-a e tudo era: decoração, móveis, detalhes, ansiedade.Ansiedade, ansiedade e em três meses só foi essa pobreza.Ali bem na esquina da tal da casa nova é que o Sr Poema disse-me que não mais fazia parte da vida da poetisa.Fiquei curiosa. Passei em frente a tal casa nova. Parei no portão e fiquei a imaginar o que a tal poetisa estaria fazendo la dentro. Não foi preciso imaginar muito deu para ver pela janela a moça sentada numa poltroninha aconchegante a degustar um livro, devia ser boa leitura , pois ela sozinha, sorriu.Corri um pouco para dar tempo de encontrar o Sr Poema e fui logo dizendo : não fique triste não, as coisas fúteis são só as coisas fúteis imprescindiveis que a gente quer, ela quis a tal casinha, mas lá dentro os comodos não são tão vazios, nem tão pouco tristes. Lá dentro ela está a te chamar. Quieto ele me olhou e num suspiro aliviado foi logo perguntando , aonde é a casa? Antes que eu respondesse ele foi para direção correta, uns passos à frente, virou-se e disse : Menina, não estou triste não, "o dia exato alinha os seus cubos de vidro".E nada fez sentido para mim. Muitos anos depois vim a saber que naquela poltroninha essa dona da casa, lia naquele exato momento a tal Construção do seu Quintana.

4 comentários:

Célia Gil, narciso silvestre disse...

A leitura tem esse dom! Lindo texto! Bjs e bom fim de semana!

Marinês disse...

Obrigada Celia!

bjs e bom fim de semana para vc tbem!

Rafael Castellar das Neves disse...

Muito bom!! Deu para me ver dentro da cena...

[]s

Marinês disse...

Rafael Castellar que saudade de seus comentarios...Preciso voltar a postar só para ter a honra de os te-lo....obrigada !!!