quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O tempo!

Vinte minutos!
Vinte minutos me bastam para entender a vida!
Vinte minutos me bastam para mudar o rumo e a rota da vida!
Vinte minutos me são suficientes para um apontamento grave: Não entendo nada da vida!
Vinte minutos me bastam para cravar uma certeza no peito: Nunca se é tempo para mudar completamente o rumo das coisas.
Coisas: Tudo é coisa. Coisa é tudo. Vinte segundos apenas e estou inserida como uma coisa.
Em épocas de reciclagem e sustentabilidade. Desconfio que sou coisa fútil e descartavel. Há cooperativas que poderiam reutilizar e reciclando talvez eu seria uma coisa: útil!
Fútil...fútil mesmo: o relógio que me aponta as horas, os minutos, os segundos! Vinte minutos me são o bastante para saber que vinte e quatro horas são pouco! Falta tempo! Falta coisa! Falta vida! Vinte minutos: apenas vinte: e eu acabo com tudo! O precipício, o calabouço , o desespero, o grito que ecoa o berro...o berro que já não assusta. O choro que não tem mais lágrima. O riso que por ora, silencia.
Vinte minutos. É tudo questão de tempo... É tudo questão de reconhecimento da coisa! Vinte minutos e me reconheço apenas como o ponteiro de um relógio velho que já caminha e pára. E pára e caminha! E na lentidão das coisas e na rapidez da vida....espera apenas: a bateria acabar!

7 comentários:

Maurílio Resende disse...

O que mais esperar de uma página intitulada "Blog da Escrita" do que um texto maravilhoso como esse?
Um pouco angustiante, é verdade.
Retratando de forma quase cruel a simplicidade das coisas.
Escondido sob o complexo estão as mais simples questões, cujas respostas são também simples, o que torna tudo ainda mais inquietante.
Parabéns pelo Blog.
Grande abraço!

sueli aduan disse...

Concordo com seu amigo Maurilio Resende. Belíssimo!!!

ameiiiiiiiiiiiiiiii

bjão

Marinês disse...

Nossa Maurilio...Amei seu comentário!!! é realmente : "um pouco angustiante", mais alguem já disse que o poeta e a melancolia são uma coisa só!!! rsrrsr...
Amei...amei seu comentario.
Volte sempre!!!

Grande abraço

Marinês disse...

obrigada Sú.....

bjus

VSC disse...

Estava dando uma navegada pela internet e me deparei com o seu blog. Muito interessante, gostei dos textos. Em relação a este, é difícil opinar, já que para uns o tempo meramente é um caminho pelo qual todos seguimos para a final decomposição do que somos, para outros, ele pode se tornar o fator principal de desejo de conquistas, já dizia a conhecida frase: "corremos contra o tempo". E ainda para outros, o tempo junto a reflexão enlouquece, ou melhor, o pensamento junto a qualquer coisa enlouquece. A consciência da vida e do que somos, enlouquece.
Já para mim, que partilho dessa angustiante loucura do pensar, o tempo é algo simplesmente transitório, de modo que prefiro ter vivido a minha maneira, seja esta qual for, em 20 minutos, do que nada ter vivido em 20 anos.
E, por fim, tenho que dizer que concordo com a opnião do seu amigo Maurílio.

Se quiser, da uma passadinha no meu blog, ele é recente e, se trata mais de textos críticos e um tanto pessoais.

http://catscheek.blogspot.com

Continue com o bom trabalho, beijos.

Marinês disse...

Nossa VSC amei seu comentario. Passarei lá com certeza!!!

obrigada

"Sejam bem vindos, meu nome é Márcia disse...

PARABÉNS PELO BLOG.
VISITA O MEU BLOG , CRIEI PRA DIVULGAR O LIVRO DE MEU FILHO QUE SERÁ LANÇADO PELA EDITORA NOVO SECULO EM OUTUBRO. Escrevemais.blogspot.com

BJS